linhas-pensamento-qualidade

Philip. B. Crosby

Philip. B. Crosby está associado à questão de fazer certo na primeira vez, ele considera as técnicas não preventivas, como inspeção, teste e controle da qualidade, pouco eficazes. Para Crosby os responsáveis pela falta de qualidade são os profissionais de cargos de gerências, e não os trabalhadores de classes inferiores. De modo que as iniciativas relacionadas à qualidade seja um processo que venha de cima para baixo, e disseminadas através do exemplo, o que exige o empenho da alta administração. Assim como Deming, Crosby também define em 14 passos um meio para se alcançar a melhoria da qualidade, que deverá ser seguida de forma permanente e ser considerado como um processo. Seriam eles:

  1. Comprometimento com a qualidade (empenho da direção)
  2. Grupo da melhoria da qualidade
  3. Mensuração (estabelecer padrões)
  4. Custos da Qualidade
  5. Consciência
  6. Ação Corretiva
  7. Planejamento “zero – defeito”
  8. Educação do empregado
  9. Dia do zero defeito
  10. Estabelecimento do objetivo
  11. Remoção da causa do erro
  12. Identificação
  13. Conselhos da Qualidade
  14. Fazer tudo de novo.

A contribuição de Crosby parte da preocupação em relação aos fatores gerenciais, e destaca a necessidade de se obter a qualidade de um produto ou processo por meio de atividades que visam alcançar este objetivo.

Site Footer